Wana Química

Novo clearcoat usa endurecedor de base biológica para indústria automotiva

17/04/2017 - 13:04

Na indústria automotiva, fabricantes e fornecedores estão trabalhando constantemente para reduzir o consumo de energia e as emissões de CO2 na produção. Colaboradores da montadora Audi, da divisão de tintas da BASF e da empresa de materiais Covestro, formaram uma equipe de projetos que entrou em uma nova etapa: pela primeira vez, um clearcoat contendo endurecedor de base biológica foi aplicado aos corpos de teste do Audi Q2 sob condições reais de produção, na fábrica da Audi em Ingolstadt, Alemanha.

A BASF desenvolveu um clearcoat utilizando o endurecedor de base biológica Desmodur eco N 7300 da Covestro. Cerca de 70% do teor de carbono do endurecedor é composto por matérias-primas renováveis. Esta inovação reduz o consumo de recursos fósseis. O clearcoat forma a camada superior do sistema de revestimento, conferindo resistência a arranhões, brilho e proteção contra a luz solar e outros efeitos climáticos.

Balanço ecológico melhorado e alta qualidade

"Nosso novo clearcoat ajuda nossos clientes a alcançar suas metas de sustentabilidade, sem comprometer a qualidade e o desempenho", afirma Matthijs Groenewolt, diretor de desenvolvimento de clearcoat e topcoat na BASF.

Markus Mechtel, diretor de marketing de tintas automotivas da Covestro, acrescenta: "o uso de matérias-primas renováveis na produção de endurecedores de base biológica ajuda a conservar os recursos fósseis". Além disso, as etapas de processo são eliminadas durante a produção de matéria-prima de base biológica para o endurecedor, resultando em uma redução adicional das emissões de CO2.

Testes com resultados promissores

"O uso de matérias-primas de base biológica em tintas automotivas ainda está nos estágios iniciais", afirma Thomas Heusser, diretor de Materiais e Engenharia de Processos da Audi. "Entretanto, a aplicação do novo clearcoat em nossas máquinas atendeu todas as nossas especificações com resultados promissores. Com este projeto a Audi assume um papel pioneiro neste campo na indústria automotiva”, considera.

"Depois dos corpos de teste do Audi Q2 terem sido revestidos com sucesso, Thomas Heusser está otimista: "embora nem todos os testes necessários para a aprovação da pintura para uso em produção em grande escala tenham sido concluídos, as três empresas deram um importante passo rumo a mais um processo sustentável de pintura automotiva".

O Audi Q2 revestido com o novo clearcoat foi exibido no European Coatings Show 2017, realizada na última semana, em Nuremberg, Alemanha.

  Mais notícias

Covestro OCQ Kalium Chemical langguth Abrafati