Wana Química

Mercado de Tintas em discussão no Fórum Paint & Pintura Curitiba

27/04/2017 - 14:04

Inovações em tecnologia e gestão estão sendo apresentados no evento que está ocorrendo durante todo o dia de hoje na cidade de Curitiba (PR)

O 30º Forum Paint & Pintura de Tecnologia e Gestão em Tintas - Região Sul - teve início hoje pela manhã no Quality Hotel Curitiba, na Avenida Dom Pedro II, 740, Curitiba (PR), e segue durante todo o dia com palestras técnicas e de gestão.

Na palestra plenária de abertura o tema: “Mercado brasileiro de tintas em transformação“, foi apresentado por Francisco Rácz, sócio da Rácz, Yamaga & Associates, onde se propõe uma revisão do mercado, com discussão do foco em valores e seu impacto nas posições no mercado e produtividade industrial . Nessa palestra foram revistas as projeções para o futuro e o potencial para uma possível revolução no ambiente competitivo.

Entre os assuntos abordados pela manhã esteve o tema "Ultrafim 260 LV: Coalescente de alto desempenho e baixo odor adequado às regulamentações de VOC", apresentado por Ana Amélia Horta, coordenadora de desenvolvimento de produto da MCassab, e Fabio Rosa, pesquisador especialista em Tintas da Oxiteno. A MCassab apresentou em conjunto com a Oxiteno a linha de coalescentes Ultrafilm 260LV, um produto inovador e que acompanha a tendência do mercado de produtos 'environmentally friendly'.

"Tecnologia e Inovações para coatings industriais base água de alta performance" foi a palestra da Brenntag, proferida por Sérgio Santos (especialista técnico Brenntag Química) e Tammy Fukuoka (technical service & development Dow Coating Materials). Seguindo as tendências e necessidades do mercado para desenvolver produtos à base d’água e base solvente com alta performance, esta palestra teve como principal objetivo abordar produtos essenciais para uma formulação diferenciada, bem como apresentar algumas tendências no mercado de coatings base água e solvente de alta performance para aplicação em madeira, manutenção industrial, concreto e demarcação viária, que conferem valor e qualidade nas aplicações. Ter hoje uma gama de produtos de qualidade para trabalhar é extremamente importante, mas os resultados ficam ainda melhores quando conhecemos a fundo os produtos e sinergias que existem entre eles.

A Angus falou sobre "AMP-95: avaliações comparativas de desempenho", com João Zucco, gerente de vendas técnicas da Angus, e Fernando Guirau Parra, coordenador de negócios da Univar. Nesta palestra foram apresentados diversos estudos de performance do AMP-95, neutralizador considerado padrão no segmento de tintas e revestimentos, confrontando-o com algumas das principais moléculas atualmente oferecidas no mercado. A palestra demonstrou os aspectos multifuncionais do AMP-95 através de dados de lavabilidade, amarelamento, viscosidade, estabilidade, entre outros.

A Elementis Specialties encerrou os trabalhos da manhâ apresentando a palestra "Reologia aplicada à resolução de problemas típicos em Tintas Decorativas" com Carlos Ramiro, gerente de aplicações para a América Latina. A empresa apresentou a reologia de uma maneira diferente, como uma ferramenta de resolução de problemas típicos em formulações de revestimentos decorativos. Através da vasta experiência acumulada em reologia que a empresa possui, foram apresentados casos práticos, sempre tendo como base o conceito de reologia, associado ao vasto portfólio de modificadores reológicos que a Elementis Specialties possui.

Palestras da tarde

Após o almoço, "Pigmentos Inorgânicos Lanxess - qualidade e sustentabilidade", será o tema abordado por Nitemar Vieira, product & business development Latam da Lanxess. Em um mundo cada vez mais competitivo, globalizado e regulamentado, a demanda por produtos de alta performance aumenta rapidamente. A Lanxess, utilizando de sua expertise na produção de óxidos de ferro associando pesquisas, inovações, alta tecnologia de processo e sustentabilidade, apresenta sua linha de produtos premium e seu novo e sustentável processo de produção Ningbo Process, através do qual é possível conseguir óxidos de ferro vermelho com tonalidades saturadas e alto brilho, facilidade de umectação, alta dispersabilidade e baixa viscosidade, proporcionando otimizações nos processos de fabricação de tintas e revestimentos. Essa linha de produtos é denominada New Red.

Ana Paula Alonso Cardoso, assistente técnica para tintas e revestimentos da Covestro, vai falar sobre "Poliuretanos e Poliaspárticos - eficiência e vantagens dos sistemas de baixo VOC". Que tal oferecer ao mercado um revestimento onde não haja contaminação de odor durante a aplicação? E lançar uma nova linha de materiais base água de 1 ou 2 componentes de alto desempenho? Ou mesmo um sistema de alto sólidos com secagem em menos de 2 horas? As novas tecnologias amigáveis ao meio ambiente da Covestro são alternativas de alta eficiência para cada substrato e seus requerimentos. Venha conhecer mais sobre acrílicas base água hidroxiladas e auto reticuláveis, dispersões poliuretânicas e sistema poliaspártico de altíssimos sólidos.

"Carbono Química como parceira de negócios" será a palestra de Gerson Bortolette, gestor da unidade de Solventes da Carbono. A empresa trabalha junto com o cliente na oferta de produtos, serviços de fracionamento, criação de blends e envasamento nas mais diversas embalagens. Apresenta também o seu terminal de armazenagem com a oferta de espaço em tanques ou armazém. A Carbono possui a plataforma correta para potencializar o seu negócio.

O tema Certificação Voluntária de Tintas para construção Civil - Portaria 529/2015 INMETRO”, será apresentado na sequência por Roberta Chamusca, analista-executiva em Metrologia e Qualidade do INMETRO. Roberta mostrará uma visão geral do INMETRO e das atividades realizadas pela Diretoria de Avaliação da Conformidade (Dconf), elencando as etapas do estabelecimento de Regulamentações Técnicas e Programas de Avaliação da Conformidade, além de esclarecer sobre a Certificação Voluntária de Tintas para construção Civil e como obtê-la, enfocando seu escopo. passo a passo e ensaios requeridos. Vai esclarecer ainda as perguntas mais frequentes referentes ao assunto.

Finalizando o encontro, Fabriciano Pinheiro, diretor técnico da Intertox, falará sobre "Abrangência, Legislação e Impacto do GHS, FISPQ e Rotulagem" dando ênfase à abrangência do GHS (Sistema Globalmente Harmonizado para a Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos), da Organização das Nações Unidas-ONU. O diretor da Intertox vai abordar a legislação brasileira que embasa a obrigatoriedade de adoção do GHS e alterações nas FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) e rótulo dos produtos químicos [Norma Regulamentadora 26 (NR 26) do Ministério do Trabalho e Emprego, e NBR 14725, da Associação Brasileira de Normas Técnicas-ABNT]. Debaterá, também, sobre os impactos e necessidades de adequações que o sistema está trazendo às indústrias brasileiras. Biomédico pelo IB-UNESP/Botucatu e Mestre em Toxicologia e Análises Toxicológicas (FCF/USP), coordenador da Comissão de Estudos (CE-10:101.05) do Comitê Brasileiro de Química (CB-10/ABNT) e coordenador do curso de pós-graduação Ciências Toxicológicas, além de professor de Toxicologia das Faculdades Oswaldo Cruz/SP, Pinheiro também é representante do Brasil no Subcomitê de Especialistas da ONU sobre o GHS.

  Mais notícias

OCQ Covestro langguth Abrafati