Wana Química

Oxiteno participa de debate sobre inovação

09/08/2017 - 11:08

O Clarivate Innovation Tour São Paulo, que aconteceu no dia 8 de agosto, contou com profissionais das indústrias e das universidades, que discutiram formas de acelerar o ciclo de inovação por meio de parcerias entra a indústria e a academia.

Leandro Gonçalves, pesquisador sênior da Oxiteno, empresa produtora de tensoativos e especialidades químicas na América Latina, participou do evento, que reuniu profissionais da indústria e da academia para debater como o relacionamento entre os dois universos pode ser aprimorado estrategicamente, e entender como essa colaboração pode gerar benefícios para ambos, acelerando o ciclo da inovação no País.

Gonçalves apresentou a palestra ‘Como a informação estratégica pode fazer a diferença na Inteligência de Negócios?’. O objetivo foi evidenciar o papel da informação tecnológica na formação da estratégia e do planejamento de P&D. Além disso, discutiu o próprio conceito de inteligência e como melhor utilizá-la na gestão das empresas. A palestra foi seguida de um debate, do qual participaram o professor Anderson Santana, do Instituto de Geociências da USP, a professora Juliana Correa Crepalde Medeiros, coordenadora geral no Centro de Transferência Tecnológica da UFMG, e Jorge Guimarães, presidente da EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial).

A Oxiteno foi convidada pela Clarivate Analytics para participar do evento por ser uma das empresas no Brasil que faz o melhor uso do software de inteligência de mercado, que oferece análises confiáveis e insights para clientes do mundo todo, permitindo que transformem ideias em oportunidades de negócio, acelerando assim o ritmo das inovações.

“A Oxiteno já conta com o software da Clarivate Analytics há cerca de três anos para a análise estratégica de informações, monitoramento do mercado e geração de projetos de P&D. Nós temos uma sistemática de otimização da ferramenta mais aprofundada que a média das empresas do país, até por termos a nossa matriz no Brasil. Para continuarmos à frente, estamos implementando novos processos internos de inovação e estamos estruturando uma área denominada Innovation and Technology Intelligence (Inovação e Inteligência Tecnológica) dentro do nosso P&D com objetivo de suportar a inovação tecnológica”, explica Leandro.

Com um dos pilares estratégicos da Oxiteno, a inovação permeia todas as áreas da empresa, indo além do escopo de desenvolvimento de produtos e serviços e alcançando as demais esferas da companhia. A Oxiteno faz investimentos constantes e substanciais em inovação, cerca de 1% do faturamento anual. Em seus quatro centros de P&D trabalham mais de 130 pesquisadores, o que equivale a quase 10% do quadro total de funcionários. No processo de desenvolvimento de produtos, a companhia também se destaca pela utilização de matérias-primas renováveis, que já respondem por 37% dos produtos. Outra forte característica é a proximidade e sintonia com os clientes, que garante a identificação de necessidades e tendências e permite a criação de soluções em conjunto (co-criação).

  Mais notícias

OCQ Covestro langguth Abrafati