Publicidade
Tronox

Instituto Akatu e Braskem firmam parceria para incentivar a educação ambiental e a sustentabilidade

28/07/2022 - 08:07

Projeto promoverá atividades sobre gestão adequada de resíduos e consumo consciente para crianças, jovens e comunidade escolar?

O Instituto Akatu e a Braskem ampliaram a parceria pela formação de profissionais de educação e atendimento às redes municipal e estadual de ensino em Duque de Caxias (RJ). O projeto de aprendizagem de temáticas socioambientais, que já é realizado em São Paulo, Alagoas, Bahia e Rio Grande do Sul, chega à região metropolitana do Rio de Janeiro neste segundo semestre. O objetivo é fortalecer a educação e o debate de temas como consumo consciente e gestão de resíduos para crianças, jovens e comunidade escolar, impulsionando o desenvolvimento sustentável.

 “Estamos animados por trazer esse projeto tão importante para Duque de Caxias. Essa iniciativa visa educar adultos para que possam compartilhar seus conhecimentos com os demais, começando pela infância até a adolescência. Acreditamos que esses sejam os primeiros passos para formar futuras gerações mais engajadas em práticas sustentáveis, e essa é mais uma das iniciativas que estão dentro da nossa estratégia de desenvolver a sociedade para um consumo consciente”, afirma Sylvia Tabarin, Gerente de Relações Institucionais da Braskem.

Realizado com apoio da Secretaria Municipal de Educação de Duque de Caxias e da Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro, o projeto atenderá cerca de 250 escolas das redes públicas municipal e estadual de ensino da cidade, com a formação de educadores para as temáticas do consumo consciente e da gestão adequada de resíduos, em especial o plástico.

“Nós recebemos essa parceria com muita alegria. A temática da sustentabilidade e do consumo consciente é muito importante e essa parceria vem ao encontro dos nossos esforços de atuação com alunos e docentes do Ensino Fundamental”, afirma Roberta Silva Piñon, superintendente de projetos estratégicos da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro (SEEDUC). “É muito importante começarmos a trabalhar esses temas o quanto antes com os alunos, que irão se tornar adultos mais conscientes. E começar esse projeto por Duque de Caxias é simbólico, visto que o município tem um desafio maior na questão da destinação dos resíduos.”

Durante as formações, os participantes serão capacitados para trabalhar a sustentabilidade junto a estudantes em sala de aula por meio de conteúdos e atividades disponibilizados gratuitamente na plataforma digital Edukatu. Maior programa de aprendizagem online sobre consumo consciente e sustentabilidade do país, o Edukatu já capacitou mais de 16 mil educadores e sensibilizou mais de 165 mil estudantes desde a sua criação, em 2013.

Além das atividades por meio da plataforma digital Edukatu, crianças e jovens serão estimulados a implementar projetos colaborativos em suas escolas, casas e comunidades, se tornando multiplicadores do consumo consciente e da sustentabilidade em Duque de Caxias. Assim, com o aprendizado e as práticas socioambientais, eles se tornam protagonistas na construção de uma sociedade mais consciente, sem excessos ou desperdícios.

Roseli Duarte, secretária municipal de educação de Duque de Caxias, valoriza a iniciativa. “Essa parceria traz um ganho muito significativo para a rede municipal de ensino de Duque de Caxias, ao colaborar para o fortalecimento da cidadania e da consciência socioambiental dos estudantes”, enaltece. “As ações do programa atingirão profissionais de escolas nos 4 distritos do município, articulando, de maneira inovadora, conhecimentos sobre tecnologia, consumo consciente e sustentabilidade. Estamos entusiasmados!”

Confira algumas dicas de consumo consciente que serão trabalhadas no programa:

- Reflita antes de cada compra: procure conhecer a origem e a cadeia produtiva dos itens que pretende consumir. Priorize opções mais sustentáveis, cujo processo produtivo utiliza menos recursos naturais e reduz impactos socioambientais.

- Gere menos resíduos: ao evitar compras supérfluas, optar por produtos concentrados ou recusar embalagens desnecessárias e plásticos de uso único, você poupa recursos naturais e evita o acúmulo de resíduos em aterros sanitários e na própria natureza.

- Conserte, Empreste e Reuse: use um produto até o final de sua vida útil. Se quebrou, conserte ou dê novas funções para ele. Se não precisa mais, e a roupa, livro ou móvel está em boas condições, doe ou venda no mercado de segunda mão.

- Recicle: separar os resíduos corretamente é fundamental para impulsionar a reciclagem. Evite misturar resíduos secos e orgânicos - esses últimos podem ir para a compostagem. Apoie o trabalho de coleta de resíduos e de cooperativas que atuam pela economia circular.

  Mais notícias