AkzoNobel implementa embalagem mais sustentável em unidade de Recife

11/11/2021 - 17:11

Produção local atende toda a demanda das regiões Nordeste e Norte

Primeira fábrica de tintas do Nordeste, inaugurada em 24 de janeiro de 1968 em Recife, a Coral dá mais um passo que reafirma seu compromisso com a sustentabilidade. Desde agosto de 2020, a empresa vem implementando a utilização de uma nova embalagem para seus produtos, e agora alcançou a marca de 100% da fabricação na planta da capital de Pernambuco, que abastece todo o mercado do Norte e Nordeste. As embalagens híbridas utilizam 88% de plástico reciclado pós-consumo.

“A nova embalagem, feita de corpo plástico reciclado pós-consumo e alça e tampa de aço, é uma exclusividade da AkzoNobel e Tintas Coral no mercado brasileiro de tintas e mais um passo de sucesso rumo ao nosso objetivo de levar soluções sustentáveis tangíveis aos nossos consumidores”, conta Flávia Takeuchi, gerente de Sustentabilidade da AkzoNobel para a América do Sul. Entre as suas características estão ser 100% intercambiável com a embalagem convencional (mesmas dimensões, sistema de abertura e fechamento, armazenagem e transporte, empilhamento e utilização), maior resistência e durabilidade (não amassa e não enferruja), e mais sustentabilidade, reduzindo em 29% a emissão de carbono no processo produtivo – mensalmente, seria o equivalente a neutralizar a emissão de carbono em uma viagem de carro de 11 mil quilômetros.

Para esse projeto, a empresa conta com o a parceria da Brasilata, responsável pelo processo produtivo dos galões, e a Braskem, fornecedora da matéria-prima PCR (Plástico Reciclado Pós-Consumo). O reconhecimento da inovação já se apresentou com o título de Vencedor Prata na Categoria Mercado-Tecnologia no Prêmio ABRE 2021, realizado há 20 anos pela Associação Brasileira de Embalagem, que tem como objetivo eleger as embalagens que se destacam dentro de critérios técnicos como inovação, criatividade, forma, sustentabilidade e diferenciação tecnológica.

As embalagens híbridas são utilizadas em todas as tintas látex para parede nos volumes de 3,6L (cores prontas) e 3,2L (sistema tintométrico) produzidas em Recife, o que engloba produtos conhecidos do grande público, como Coral Decora, Rende Muito, Coralar, Coral 3 em 1, Pinta Piso, Renova, Brilho e Proteção, e Paredex.

“Escolhemos implementar esse projeto em Recife por questões técnicas, relacionadas à adaptação da planta, e possibilidade de, em curto espaço de tempo, conseguirmos migrar 100% das embalagens das linhas envolvidas. Também pesou o fato da cultura mais difundida de uso de embalagens plásticas para tintas nas regiões Norte e Nordeste do País”, conta Renato Panzuto, gerente de Produtos Tintas Decorativas da AkzoNobel para América do Sul. “Temos notado uma excelente aceitação e avaliação positiva dos clientes e consumidores, redução do índice de reclamações de qualidade, além da comprovada diminuição das emissões de carbono. Vamos seguir avaliando como continuar contribuindo para os objetivos globais da empresa, sendo que a meta é termos pelo menos 50% dos nossos produtos saindo em embalagens feitas a partir de materiais reciclados até 2025 ”, comenta.

Com cerca de 150 funcionários, a unidade fabril de Recife abriga diversas ações relacionadas à sustentabilidade, um dos pilares da empresa. “Destacaria duas iniciativas principais. A primeira é que, desde 2020, a fábrica não envia nenhum resíduo a aterros sanitários – e temos a meta de ter todos os resíduos reutilizados ou reciclados de alguma forma até 2030. A segunda, tem o objetivo de reduzir nossas emissões de carbono, por isso vamos instalar painéis solares que abastecerão a fábrica em 2022”, afirma Mario Oliveira, gerente da Unidade de Recife.

  Mais notícias

Koretech Luztol Anuncie aqui